Sabe Cozinhar? Dicas para Começar um Negócio Próprio em Casa

Se você tem o sonho de abrir o próprio negócio, que tal investir em algo, digamos, saboroso? Vender doces, pães, bebidas, pode ser um ótimo meio de ganhar dinheiro. Abrir esse tipo de negócio não precisa custar caro ou ser burocrático – pode ser muito mais simples do que você imagina.

Preocupações como o ponto de venda podem ser facilmente resolvidas nesse ramo. Por exemplo, tem gente que começou a vender doces na janela do quarto e fez sucesso. Outros se destacaram dando uma cara nova a um doce bem conhecido e hoje têm centenas de pontos de venda.

É claro que você pode começar pequeno e ir expandindo – implantar um serviço de delivery, buscar parcerias com padarias, cafés. E a vantagem está justamente aí: você pode começar seu negócio até mesmo trabalhando sozinho. Com certeza você terá bastante trabalho, principalmente se tudo depender de você (no caso de um empreendedor individual) ou de sua família (no caso das empresas familiares), mas para quem trabalha bem, a recompensa chega.

 

Detalhes que fazem a diferença

Aproveitar as datas comemorativas para lançar produtos especiais e promoções é uma boa dica, que pode trazer bastante resultado. Harmonize seus produtos com o contexto e procure fazer diferente para se destacar. Pense na ideia com carinho e sem pressa: planejamento é fundamental, sempre!

Dar atenção às embalagens e à apresentação do produto também é essencial. Não precisa ser nada muito caro: uma etiqueta personalizada, com as informações nutricionais do produto, já causa uma boa impressão e demonstra ao cliente que você se preocupa com ele. Pense também no armazenamento e distribuição do produto para poder planejar isso com mais clareza.

Para trabalhar com alimentos não é preciso um investimento inicial alto – você pode você pode começar com o que tem, de maneira artesanal, manual. O que realmente conta é a qualidade do produto. Escolha bem sua matéria-prima, mas lembre-se de garantir a margem de lucro.

 

Regularizando o negócio

A produção caseira de itens alimentícios para a venda, como pães, bolos, doces, biscoitos e até bebidas está em alta. Mas antes de sair vendendo seus produtos perto de escolas, empresas, ou mesmo nas casas, é preciso se informar bem. O Sebrae tem cursos e manuais específicos para o setor e inclui informações importantes, como o controle de caixa e o cálculo do preço da venda.

Principalmente quem investe em modelos de negócio muito diferentes ou inovadores pode encontrar alguns entraves burocráticos. Seja persistente e, assim que possível, busque a formalização. Mesmo porque existem linhas de crédito facilitadas para os microempreendedores.

Outra questão importante para o bom funcionamento do negócio é trabalhar sempre o relacionamento com os distribuidores. Só assim você garante manter a variedade que estipulou e também que estará sempre oferecendo produtos frescos e dentro do preço que você estipulou.

 

O negócio começou a dar bons resultados! E agora?

Você se dedicou, estabeleceu uma marca no mercado e conquistou uma clientela de confiança, qual o próximo passo? Investir mais!

Não pense pequeno! Não é porque o retorno do seu negócio é o suficiente para cobrir seus gastos que você deve parar de investir. Quanto mais você investe no seu negócio, maior será o retorno.

Segundo uma pesquisa feita pela MWVPackaging, no Brasil, 60% dos consumidores consideram a embalagem como o fator mais importante na hora de decidir comprar um produto novo. Ou seja, um dos investimentos mais importantes que você pode fazer, é na embalagem do seu produto. Aqui na JHM Máquinas temos soluções em Seladoras, Pesadoras, Datadores, Empacotadoras e muito mais. Entre em contato conosco e solicite um orçamento. Estamos aqui para ajudar o seu pequeno negócio a crescer cada vez mais