O que é Indústria 4.0 e como ela influencia na produção

Autor: admin | Publicado: 10 julho 2020

A Indústria 4.0 é um conceito moderno que leva inovação tecnológica e automação para os processos de manufatura. Ela permite melhor controle da informação e automatização dos processos, o que facilita o trabalho dos funcionários e ainda acelera o ritmo de produção. Estamos falando de uma nova revolução industrial!

Na indústria moderna, os processos se tornam mais eficientes e independentes, autônomos em relação à necessidade da força do homem. Ela é influenciada por novas tecnologias, como a Internet das Coisas (IoT) e máquinas inteligentes que conversam entre si para uma cultura mais produtiva.

Todo esse novo contexto aponta novos caminhos para o processo de produção, trazendo vários questionamentos. Afinal, como chegamos até aqui? Onde chegaremos no ritmo de evolução que se acelera cada vez mais? E qual a próxima etapa? Vamos levantar esses debates neste artigo!

Uma evolução até a Indústria 4.0

Até entrarmos na era digital, tivemos três grandes revoluções industriais, que começaram em meados do século XVIII na Inglaterra. A invenção da máquina vapor foi o ponto de partida para que os sistemas de produção pudessem ser acelerados. Ela foi muito importante na produção têxtil, ajudando ainda a aumentar empregos, mecanizar processos, desenvolver novas locomoções e permitir o crescimento das cidades, principalmente no Primeiro Mundo.

A Segunda Revolução Industrial veio na segunda metade do século XIX, com o aceleramento dos processos a partir de novas invenções, aprimoramento de tecnologias já existentes e modernização de equipamentos. Sistemas computadorizados ganharam melhorias e novas máquinas surgiram para melhor o que foi começado no século anterior.

A Terceira Revolução Industrial aconteceu logo depois da Segunda Guerra Mundial, que trouxe um período de novas transformações. A ciência passou a ter mais espaço, integrando-se aos processos de produção e permitindo novas pesquisas e descobertas.

Agora, chegamos à Indústria 4.0. A ciência trouxe enormes vantagens para a sociedade, mas o avanço da internet e digitalização de processos são o grande centro da nova fase industrial. As máquinas estão mais informatizadas, permitindo um desempenho automatizado e com pouca influência humana.

O amanhã chegou sem prazo para acabar

Se a Indústria 4.0 aposta na digitalização, a tendência é caminhar para um mundo cada vez mais tecnológico. A IoT é um avanço sem igual para a indústria, que está redescobrindo a forma de gerir processos.

O trabalho do homem ainda é necessário, mas foi realocado para outras atividades. As máquinas inteligentes estão acelerando o ritmo de produção e permitindo resultados cada vez mais eficientes. A produção permite que os funcionários fiquem livres para executar outras tarefas que merecem atenção, como o gerenciamento de estoques e o controle das máquinas, que rendem muito mais às empresas.

As fábricas que ainda continuam com uma produção manual já encontram dificuldades para se ajustarem ao mercado e, por isso, não dá mais para ignorar a automatização. Diante de tanta velocidade de produção, ganha espaço quem consegue mais qualidade e eficiência.

A Indústria 4.0 é definitivamente um marco na história da humanidade, mas sempre há como evoluir. Com passos cada vez mais rápidos, não podemos prever o que virá a seguir. Será que a próxima revolução já nos trará os robôs humanoides tão explorados na ficção científica?

Por enquanto, as empresas podem aumentar todo o potencial com processos automatizados, levando eficiência e produtividade aos resultados. A economia em mão de obra é outro ponto que a Indústria 4.0 traz. Confira o exemplo das máquinas empacotadoras da JHM Máquinas nessa redução de custos!