Você aplica o peso do produto exato na embalagem?

Você aplica o peso do produto exato na embalagem? Jhm peso embalagem, produto seladora pesadora automática, contadora automática
Autor: admin | Publicado: 27 fevereiro 2020

O peso do produto é uma questão muito importante nos processos de embalagem. Infelizmente, nem todas as fábricas se preocupam em realizar uma pesagem precisa dos valores. Mas e a sua empresa, ela se preocupa com essa questão?

Se você é daqueles que acredita que uma estimativa aproximada dá conta do recado, é melhor repensar suas estratégias. As consequências podem ser desastrosas, indo desde prejuízos no caixa da empresa a sérios problemas com a lei.

Explicamos esses e outros problemas na má administração do peso do produto nas embalagens a seguir!

 

Como se dá a imprecisão do peso do produto?

Embalagens com peso do produto sem conformidade com a tara indicada são mais comuns em pequenas produções, mas também acontece em indústrias sem um sistema adequado de pesagem.

Quando a indústria tem uma equipe responsável por fazer a pesagem manual, o peso indicativo nas balanças dificilmente fica realmente alinhado com a tara oficial. Para o mercado, há uma margem de erro mínima permitida, mas, ainda assim, os processos manuais estão passíveis de erros humanos.

Quais são os problemas decorrentes da imprecisão?

Além de caracterizar os produtos pela falta de padronização do peso, correndo o risco de gerar descredibilidade no mercado, as embalagens sem precisão no peso do produto podem gerar muitas dores de cabeça para a empresa.

Há dois cenários possíveis: ou a embalagem está mais pesada ou mais leve. Em ambos os casos, os problemas estão presentes, justificando por que é importante dar atenção para estratégias que estabeleçam o padrão adequado. Veja a seguir alguns pontos prejudiciais!

Desperdícios de insumos e produtos

Quando o peso da embalagem excede o valor oficial, consequentemente há um desperdício de insumos. De fato, o procedimento mais comum é realmente ultrapassar levemente a indicação, por exigências legais.

Com isso, o excesso de peso diminui a quantidade de unidades de embalagens para o mercado, principalmente se pensar em grandes quantidades de estoques.

Prejuízos de caixa

Com o desperdício de produtos, há também consequências como efeito negativo no fluxo de caixa da empresa. Como o excedente que foi embalado poderia gerar novas embalagens, automaticamente aumentaria os ganhos no mercado.

Nesse contexto, as perdas também são financeiras, já que houve custos com matéria-prima que deixaram de se transformar em renda.

Sanções legais

Outra questão gira em torno das penalidades referentes a possíveis vistorias e inspeções técnicas dos produtos. Como citamos, há exigências legais que determinam uma margem de erro mínima em relação à quantidade do produto que o cliente adquire.

A legislação acorda que as embalagens não devem ter quantidade menor que o informado na indicação. Quem descumpre a lei, em vez de ganhar com valores superiores à quantidade devida, pode ter prejuízos com multas e taxas inesperadas. Cada tipo de produto tem regras específicas, que podem ser checadas nas portarias do InMetro.

Como resolver essas questões?

Para evitar que a pesagem errada possa prejudicar o seu negócio, a sua fábrica precisa ter os equipamentos adequados para controlar o peso. Além disso, implementar processos automatizados é a chave para garantir a melhor precisão possível no empacotamento dos produtos.

As máquinas automáticas estão preparadas para realizar a pesagem adequada, evitando ao máximo o desperdício de produtos sem afetar o consumidor. Confira as vantagens da pesagem automática em relação à pesagem manual!